segunda-feira, 1 de novembro de 2010

COMO MANDA O FIGURINO

Por Arlindo Montenegro

A eleita escolhida pelo eleito dos megaempresários, banqueiros e proletários, recebeu uns 50 milhões de votos. Como existiam mais de 130 milhões de inscritos, pode-se pensar que a maioria esmagadora dos brasileiros fazem oposição ao Programa Nacional de Direitos Humanos, presumível plataforma do seu governo, o governo do PT e dos sindicalistas, como já pontificou o Sr. Dirceu.

Será que o PSDB vai fazer oposição? Duvideodó! Como disse o "príncipe dos sociólogos", a ideologia é a mesma, disputava-se o poder. De modo que os jornais e tvs, continuarão politicamente corretos, alimentando a ignorância intelectual e a compressão mental, com as poucas expressões livres dos gatos pingados, "conspiradores direitistas" da suposta burguesia conservadora.

Resta saber se a convocação do ditador da Venezuela, porta voz e imitador dos ditadores cubanos, para unir a Alba ao Mercosul e quem sabe avançar ainda mais criando as Forças Armadas Interamericanas, vai ser aceita pela eleita e logo aprovada por unanimide no congresso proletário.

Humildemente, Chávez pontificou o casamento entre a brasileira e a viúva argentina para consolidar a Unasul, acrescentando enquanto desapropriava mais uma empresa: "Sabemos que o império e sua burguesia, com seus meios de comunicação da direita internacional e seu dinheiro, vão fazer o possível para impedir o impulso e o curso da história que se está escrevendo. Manipularão sem limite e sem ética, contra os que defendem os interesses dos mais pobres e necessitados nos países do sul." 

O que se pode constatar é que, pelo menos a metade dos eleitores do Brasil, ignora o valor da liberdade, o valor da história e outros valores, como a verdade. Que não entende mesmo o valor de uma sociedade organizada nos limites do estado de direito. Os brasileiros de hoje desconhecem o que é estado, como desconhecem o quanto esta máquina rouba impositivamente do trabalho de todos.

Nem faz idéia de que o trabalho de cada um cria a riqueza, obrigatoriamente desviada na forma de impostos crescentes, que mantém a nação marcando o passo, no ritmo determinado pelos grandes controladores da economia globalizada. As grandes potências dominam todo o mercado de consumo e manobram para fazê-lo crescer, sem concorrentes.

O processo do moderno e ágil voto eletrônico, garante que sejam escolhidos os representantes internacionalistas da nova ordem mundial que os controladores querem impor ao mundo. Com as pesquisas de encomenda antecipadas e a propaganda milionária, garante-se o resultado diferente da vontade da maioria. Foi assim na Venezuela, na Argentina e aqui.

As grandes decisões vão continuar sendo elaboradas nos gabinetes dos EUA, Europa e nas sédes dos bancos centrais. Está garantido o pagamento da dívida externa com os juros mais altos do mundo. Está garantido o crescimento da dívida interna que já beira o trilhão de Reais. Vamos continuar sem as tais reformas – tributária, trabalhista, política – e pagando caro por telefonia, gasolina, ipva, emplacamento, juros, gas de cozinha, pedágios, tarifas disto e mais daquilo, ipi, icms e planos de saúde...

Vamos ter uma nova constituição ditada pelo estado em pouco tempo, com aborto, controle sobre as decisões familiares, controle sobre a opinião falada e escrita, nos meios de comunicação, nas escolas, nas igrejas. Quanto mais envolvidos estivermos com as mudanças, menos atenção ou nenhuma atenção ou compreensão teremos sobre os negócios econômicos.

Tudo de modo suave, brando que as ameaças reais continuarão atribuídas ao crime organizado e suas invencíveis drogas. Menos à droga das decisões e exemplos políticos. Quem for contra estará nas catacumbas, que nem os cristãos para livrar-se das perseguições e matanças do império romano. Ou na prisão, que nem os venezuelanos, cubanos, argentinos...

Até um dia, até o talvez ou até quem sabe!



4 comentários:

  1. Admirável mundo novo.

    ResponderExcluir
  2. Esse patético ser feminino(?), grosso, mal encarado e mal educado, mentiroso relapso e contumaz eleito através de urnas eletrônicas que foram manipuladas, veja-se a votação maciça no Nordeste e Norte, não è meu presidente! Não sou pé descalço! Não votei nessa aberração que matou militares e agora torna-se seu comandante-em-chefe! Não gosto de sociopatas nem psicopatas. O absurdo torna-se realidade! E o STF esconde as provas irrefutáveis. A Justiça esconde as provas de que ela matou militares! Só mesmo entre os militares brasileiros cagões pode haver tanta covardia. Imensurável covardia! Todos de quatro! Rastejar! Rebolar! Dá a pata! Quer comer? Então ladra!

    Presidente? È sim, mas de 50 milhões de idiotas úteis, imbecis, estupidos, terroristas, vigaristas, corruptos e criminosos de colarinho branco.

    Presidente de brasileiro sério, honesto, JAMAIS!

    ResponderExcluir
  3. Para você, burguês de direita que trabalha e produz alguma coisa; que tem renda mensal acima de R$ 1.500,00; que paga impostos sem usufruir de serviços públicos mínimos, sendo obrigado a pagar, também escola pública, plano privado de saúde, segurança privada para sua rua ou prédio; e que faz parte do grupo reacionário, antisocial e contrarevolucionário dos oitenta milhões de eleitores que não votaram na presidente eleita ontem [Abstenções: 29.194.356 (21,50%) + Nulos: 4.689.310 (4,40%) + Brancos: 2.452.591 (2,30%) + votos no outro candidato 43.710.422 (43,95%)], fica o meu recado:
    Não se deixe abater, trabalhe duro e trate de produzir mais pois aí vem o novo imposto progressivo sobre a "grande fortuna" que você acumula, a fim de sustentar os 55.752.092 de banqueiros e especuladores da dívida pública; sem terras; sem teto; sem emprego; funcionários públicos 'comissionados'; ocupantes de 'cargos de confiança'; usuários do 'cartão corporativo do governo federal'; usuários das 'verbas secretas palácianas'; usuários do bolsa-família; usuários do 'auxílio-reclusão' e de outros "benefícios sociais" que necessitam de sua colaboração para continuar o trabalho de destruição moral da população brasileira, iniciado por FHC e aperfeiçoado por Luis Inácio.
    Sem contar os diversos "cumpanhêrus" internacionais que também necessitam do auxílio brasileiro para a implantação dos desígnios do Foro de São Paulo para a América Latrina.
    Isto é democracia, e ela tem seu preço.
    E é você quem deve pagar!!

    ResponderExcluir
  4. Oficialmente, dilma não deixou de ser terrorista. Uma vez terrorista, sempre terrorista! Aceitou o apoio dos terroristas do MST e estes não se fizeram rogados. Estão cobrando quem os enfrenta. O terrorismo começou a governar. Brasil sem Lei, sem Ordem e sem Progresso! Brasil do pé descalço!

    Ainda falta a ação dos "Circulos Bolivarianos" que se prepararam intensamente para instituirem comissões de moradores, comissões de trabalhadores e comissários políticos para atuarem nas Forçs Armadas. Big Brother pela mão do PT. Regime estalinista!

    "Aliança Dilma-MST começa a produzir efeitos

    Quietos desde o início das eleições, para não prejudicar sua musa, Dilma Rousseff, os integrantes do Movimento dos Sem Terra, logo na noite em que comemoravam a vitória da candidata, atacaram o prefeito de Borebi, São Paulo, e o mandaram para a UTI. Foi nessa cidade que o MST destruiu aqueles laranjais, numa das suas invasões. Eles chegaram a casa do Prefeito, que apoiou Serra, modestamente dizendo "... que agora quem manda em Borebi são os sem-terra". Eles na verdade, estão mandando no Brasil."

    (...)

    http://wwwb.click21.mypage.com.br/MyBlog/visualiza_blog.asp?site=thepassiranews.myblog.com.br

    ResponderExcluir