terça-feira, 10 de maio de 2011

MITOS E ILUSÕES


Por Arlindo Montenegro
O cinema, a televisão, jornais e revistas como a maioria dos blogs, apresentam para a opinião pública um mundo mitológico. Difundem ilusões que a maioria vê e passa a acreditar que sabe das coisas, que está bem informada. A pesquisa sobre documentos e textos antigos, projeta percepções contrárias, que alinhadas à razão e lógica, demonstram que o verdadeiro significado das guerras tem sido manipulado, para sustentar os mitos difundidos pelos poderosos.

Quando o jornalismo oficial, na interpretação de “focas” e a propaganda paga pelas corporações que dependem dos favores do governo ou paga pelo próprio estado, diz que passamos à margem da crise da economia que abalou o resto do mundo, ou que a guerra contra o terrorismo é uma batalha entre o bem e o mal, omite quem fabricou a crise, omite quem mantém o terrorismo.

Os povos de todas as culturas, religiões e ideologias, têm sido manipulados para enviar seus filhos ao matadouro permanente, seja em nome da pátria ou em nome ideologia ou da profissão de fé. Até mesmo os americanos do norte, que foram durante boa parte do século passado exemplo de liberdade e defesa dos direitos individuais num estado democrático de direito, foram iludidos quando chamados a espalhar sua democracia ao redor do mundo.

Hoje, os americanos estão encalacrados, enganados, atônitos, confusos e continuam sendo enganados por seus governantes, corporações espalhadas pelo mundo e apoiadas pelo complexo industrial-militar-banqueiro, responsável pela destruição dos valores fixados pelos fundadores dos EUA.

Como encalacradas estão os povos de todas as nações, neste momento em que os valores espirituais, são superados pela nova ordem mundial da associação capimunista, que dissemina o hedonismo, as drogas, a sexualidade irresponsável e trata de ridicularizar todas as formas da fé que alimenta a alma dos simples, dos que arrancam com as mãos calejadas, os alimentos e a riqueza que a terra, a indústria e os serviços nos proporcionam.

Fazem crer que as decisões e "razões" de estado, seja de americanos, europeus, judeus, árabes, soviéticos e chineses... são conhecidas e apoiadas pelos cidadãos comuns, como se os grupos de ativistas e ongs financiadas pelos mesmos controladores da riqueza mundial, como se a ideologia do estado totalitário, fosse ética, justa, bondosa e humanitária. Destroem, envenenam o nosso corpo e o nosso espírito.

As nossas escolas continuam a disseminar o “conhecimento” sobre preservação ambiental e ecologia ideológica, implantada pelas ongs verdes que deram cria a um partido político. Agora, nos EUA, lançam um filme em que Jesus figura como homossexual além do concurso que realizam na Califórnia para eleger anualmente o “Jesus gostoso” numa afronta à religião que fundamenta esta civilização. 

Os jogos eletrônicos ensinam a encarar a morte com naturalidade e sem a emoção que antes encaminhava para a reflexão sobre o mistério da passagem. A ecologia começa pelo interior, com auto conhecimento, relaxamento e reflexão, quanto mais cedo melhor. E logo saber onde estamos, como funcionam as instituições que conformam as atitudes, quais são seus valores... e o que queremos.
Assim, sabendo onde pisamos, podemos nos desviar do controles políticos ideologizados que infestam nossa escolas, mídia, instituições, ongs e outros movimentos apoiados por partidos políticos e pelo mesmo governo, cujo papel está desviado e que nos aprisiona neste estado de guerra não declarada. Eis um exemplo de consciência social dos simples desinformados:

video

Um comentário:

  1. É sempre oportuno apontar aos nossos leitores a importância de perceber o processo de alienação que está em desenvolvimento em nosso país. Vivemos há mais de dez anos em pleno estado de anomia social, a nação está entregue à poderosa máquina de comunicação estatal que nos é imposta, aos apetites da máquina de publicidade de bens de comsumo e à influência de programas da mídia eletrônica que servem para a dispersão da consciência coletiva.

    Registra-se a decadência ética, moral e espiritual, em todos as camadas sociais, com o aumento da insegurança do direito, corrupção, irresponsabilide administrativa de políticios, solapamento da democracia, avanço da criminalidade e a expansão dos organizações narcotraficantes nacionais, consequência da alienação proposital da sociedade .

    A propósito, destacarmos as 10 estratégias de manipulação por intermédio das facilidades midiáticas para manter a sociedade alienada, estabelecidos pelo linguista Noam Chomsky."

    (...)

    http://brasilacimadetudo.lpchat.com/index.php?option=com_content&task=view&id=10623&Itemid=141

    ResponderExcluir